Convenção Eleitoral do PSOL será no dia 23 de julho

13 jul
Em Curitiba, o PSOL realizou uma Conferência Eleitoral no dia 10 de abril, em que as principais definições políticas foram tomadas.

Em Curitiba, o PSOL realizou uma Conferência Eleitoral no dia 10 de abril, em que as principais definições políticas foram tomadas.

No próximo sábado, 23 de julho, o PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) realizará a sua Convenção Eleitoral em Curitiba. Na ocasião, deverá ser referendado o nome da advogada feminista Xênia Mello como a candidata a Prefeitura de Curitiba do partido. A Convenção será realizada a partir das 10h na sede do PSOL (R. Voluntários da Pátria, 475, 13º andar – Ed. Asa).

Além do nome de Xênia, a Convenção também formalizará a chapa de candidatos e candidatas à Câmara Municipal, que deve contar com mais de 30 nomes, e o nome do candidato a vice-prefeito.

Continuar lendo

PSOL lança Luiza Erundina para presidenta da Câmara dos Deputados

11 jul

13592693_10209357400349812_1908242718475810303_nFonte: PSOL50

O PSOL anunciou nesta segunda-feira (11) a candidatura de Luiza Erundina (SP) para a Presidência da Câmara, cargo vago desde a renúncia de Eduardo Cunha (PMDB/RJ) na última semana. A eleição está prevista para ocorrer na quarta-feita (13).

Em coletiva de imprensa para divulgar o anúncio, a bancada do PSOL reafirmou a luta por direitos sociais como prioridade da candidatura. “Nossa proposta tem coerência com a corajosa ação do PSOL nesta Casa. Será uma candidatura sem compromisso com o presidente interino e nem com o ex-presidente da Câmara que está para ser cassado. Nós temos compromisso com o povo brasileiro”, afirmou Luiza Erundina, que também é a pré-candidata do partido a prefeita de São Paulo.

Continuar lendo

Carta de apoio aos jornalistas da Gazeta do Povo

22 jun
10387473_10200343660750949_2672187068155627213_n

Campanha do SINDIJOR em 2015 já alertava para este problema

No dia 15 de fevereiro deste ano, a Gazeta do Povo publicou matéria intitulada “TJ e MP pagam supersalários que superam em 20% o teto previsto em lei”. Na matéria, eram expostos dados – já públicos no Portal da Transparência – com os salários pagos a magistrados em 2015. Entre outras questões, abordava a remuneração de juízes, desembargadores, promotores e procuradores, com seus complementos como indenizações, pagamentos retroativos e auxílios, incluindo o auxílio-moradia.

Continuar lendo

O pequeno grande PSOL

14 jun
A luta pelo #ForaCunha aconteceu nas ruas e no Parlamento.

A luta pelo #ForaCunha aconteceu nas ruas e no Parlamento.

Por Sérgio Ferreira*

A narrativa que conta a vitória do pequeno Davi contra o gigante Golias, serve muito bem de analogia para ilustrar a parcial vitória do povo brasileiro, ocorrida hoje no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. O grande Golias, Eduardo Cunha, vinha somando vitórias em cima de vitórias a seu favor. Passava por cima de tudo e de todos. Fez o que quis. Coordenou o crime organizado na esfera da política nacional. Por vingança, foi o principal articulador do afastamento da presidenta Dilma Rousseff. Colecionava títulos e esnobava seus adversários e inimigos. Ria sarcasticamente da cara do povo brasileiro. Alguns o aplaudiam. “É meu bandido favorito”, falavam os desvergonhados. Mas, nada é para sempre.

A queda do gangster, como disse o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) na votação do impeachment, acabou de começar. E aqui vale com muita justiça considerar o trabalho e honra de um pequeno em tamanho, mas grande na ação, partido brasileiro, o PSOL, Partido Socialismo e Liberdade, que surgiu a partir da expulsão de alguns deputados do PT, logo que começou o governo Lula. Eles não concordaram com a reforma da previdência imposta pelo Partido dos Trabalhadores contra os trabalhadores. Acreditavam, e com razão, que seria um retrocesso para os trabalhadores brasileiros. Votaram contra. Foram expulsos. O PT aprovou a reforma com a ajuda amiga de alguns deputados de setores conservadores. Surgiu o mensalão petista, uma prática muito usada pelos tucanos.

Continuar lendo

Convite: novas rodas de conversa sobre nosso momento político

16 maio

A sede do PSOL voltará a receber rodas de conversa para debater o momento político, assim como já aconteceu no mês de março. As reuniões vão acontecer nos dias 18 e 19 de maio, sempre a partir das 19h00, na sede do PSOL, que fica no 13º andar do Edifício Asa (rua Voluntários da Pátria, 475, na praça Osório).

O objetivo é conversar sobre a situação política pela qual passa o país após a posse de Michel Temer como presidente interino e encaminhar ações e manifestações, bem como o apoio às que já estão ocorrendo, como a ocupação do IPHAN. Para as reuniões, que serão abertas, estão sendo convidados militantes, filiados e filiadas e simpatizantes do partido na cidade.

Nas eleições que se aproximam, construir uma alternativa política é preciso!

6 maio

Estamos nos aproximando de uma importante disputa eleitoral, que acontecerá num momento de grave crise econômica e política no Brasil. Apesar da reforma eleitoral articulada por Eduardo Cunha, aprovada no Congresso Nacional e sancionada por Dilma Roussef, que praticamente excluiu os partidos de esquerda do processo eleitoral – reduzindo nosso tempo de programa a meros segundos e excluindo a obrigatoriedade de serem convidados aos debates na TV – , apresentaremos candidaturas às Prefeituras e às Câmaras Municipais visando contribuir com a construção de saídas populares e à esquerda para a crise em que nos encontramos.

No V Congresso Estadual do PSOL-Paraná, os mais de 80 delegados presentes votaram, quase por unanimidade, uma resolução que afirma a necessidade de que nossa participação no processo eleitoral se dê em aliança com os diferentes movimentos sociais que travam importantes lutas na atual conjuntura. No âmbito partidário, essa aliança se reflete na possibilidade de aliança apenas com o PCB e o PSTU, a partir do entendimento de que somente esses partidos possuem militância e posições alinhadas à nossa leitura da conjuntura e do que são as necessidades do movimento socialista na atualidade.

Continuar lendo

Seminário “Mulheres de olho na cidade”

23 abr

13062190_1019327421448210_6497277076045200633_nNa próxima quinta-feira, 28 de abril, a partir das 19h00, o Núcleo de Mulheres do PSOL-Curitiba promove o seminário “Mulheres de olho na cidade”. O encontro tem como objetivo diagnosticar como anda a vida das mulheres trabalhadoras na cidade de Curitiba, bem como pensar soluções e propostas para as demandas atuais.

Estarão na mesa para contribuir com o debate:

Dona Júnia – Presidente da Associação de Moradores da Vila Joanita e pré-candidata a vereadora pelo PSOL;

Xênia Mello – Advogada feminista e mestranda em Sociologia pela UFPR, é pré-candidata a prefeita pelo PSOL. Atualmente, faz parte do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Curitiba.

Continuar lendo

Reunião do Núcleo de Arte, Cultura & Propaganda

23 abr

O Núcleo de Arte, Cultura & Propaganda do PSOL Curitiba convida a todos e todas para sua reunião, a ser realizada na terça-feira, 26/04/2016, às 19h00, na sede do PSOL (R. Voluntários da Pátria, 475, 13º andar – Ed. Asa – Praça Osório).

Pauta:

I. Apresentação do Núcleo;

II. Organização e próximas atividades.

Mais informações: Guilherme (41-8848.7453)

Reunião do Núcleo de Mulheres

15 abr

Núcleo de Mulheres do PSOL-Curitiba convida a todas para sua reunião, a ser realizada na segunda-feira, 18/04/2016, às 19h00, na sede do partido (R. Voluntários da Pátria, 475, 13º andar, Praça Osório).

Pauta:

I. Eleições 2016: programa e candidaturas;

II. Cotizações e finanças.

Mais informações: Anna Carolline (41-9923.0151).

Curitiba sediará seminário da Fundação Lauro Campos

12 abr

IMG-20160412-WA0007Visando contribuir para a elaboração dos programas de governo a serem apresentados nas cerca de 200 cidades onde o PSOL irá disputar as eleições neste ano, a Fundação Lauro Campos está promovendo seminários temáticos em várias cidades. E Curitiba está nesta rota: vai receber, no dia 16 de abril, o seminário sobre Direitos Humanos e Segurança Pública e sobre Saúde.

Para os seminários, serão convidados militantes dos Setoriais do PSOL e também ativistas e formuladores dos temas que estarão em debate. A Fundação Lauro Campos repetirá o método já usado em outras eleições e nas plataformas eletrônicas utilizadas em Porto Alegre (Compartilhe a mudança), Curitiba (De olho na cidade) e Rio de Janeiro (Se a cidade fosse nossa), que prevê a ampla participação, independente da filiação ao partido.

Continuar lendo