Crescem ataques contra indígenas no Oeste do Paraná

5 ago

indios_kaiowa_protestoA triste notícia do dia 03 de agosto do Portal Guaíra evidencia um grave problema que vem acontecendo no Paraná na região Oeste: o extermínio e a perseguição a aldeias e terras indígenas da região. Uma indígena relata que foi sequestrada e ameaçada por 3 homens, que mandaram “recados” para as comunidades indígenas e também para os trabalhadores da FUNAI (Fundação Nacional do Índio), órgão do governo federal que cuida da questão. A situação na região, que tem 13 aldeias indígenas, é tensa.

Em 08 de maio de 2013, a ministra chefe da Casa Civil, a senadora licenciada Gleisi Hoffmann (PT/PR), pediu ao Ministério da Justiça a suspensão da demarcação de terras indígenas no Paraná. Essa decisão atropelou o órgão do governo capacitado para tal decisão (a FUNAI) e aumentou ainda mais a tensão na região. A decisão favorece os ruralistas, que tem mais “poder de fogo” para a briga. Como resposta a esta situação, os indígenas ocuparam a sede do PT no Paraná, em protesto contra Gleisi, que é pré-candidata a governadora do Paraná pelo PT.

Essa situação contrasta com a ideologia propagada pelas elites paranaenses. Desde a emancipação do Estado, em 1853, essas elites vem construindo uma falsa identidade para o Estado, centrada na ideia de que aqui há uma hegemonia de imigração europeia, sem a presença de povos indígenas ou africanos. A presença dos indígenas na região Oeste, em Guaíra e Terra Roxa, e em outras áreas do Estado, desmente na prática esta tentativa. Os assassinatos e perseguições na região Oeste mostram que o Paraná não é um “Estado moderno”, como gosta de afirmar a propaganda oficial.

Infelizmente, o ataque aos indígenas não acontece apenas no Paraná. Nos últimos meses, os ruralistas, o governo federal e governos estaduais vem acentuando ameaças e ataques a direitos históricos das comunidades indígenas. Estão neste contexto a PEC 215/00, que transfere poderes da FUNAI para o Congresso Nacional, e o PL 227/12, que dificulta a demarcação de terras indígenas. A bancada parlamentar do PSOL tem tentado, de todas as maneiras, barrar a possibilidade de votação destes projetos a Câmara dos Deputados, dominada pelo lobby das bancadas ruralistas.

Mas, se nossa ação for apenas no parlamento, os direitos dos indígenas serão derrotados. Por isso, é preciso unir os diversos segmentos da sociedade, como entidades da área de antropologia, Comissão Pastoral da Terra, partidos de esquerda e movimentos populares,  na defesa da demarcação das terras indígenas e contra o avanço do latifúndio. Só assim derrotaremos as medidas conservadoras do governo do PT, tão prazeirosamente aplicadas também pelos governais estaduais do PSDB.

About these ads

Uma resposta to “Crescem ataques contra indígenas no Oeste do Paraná”

  1. Bruno Borges Machaado 05/08/2013 at 15:17 #

    Isso é um absurdo!!!!
    Esses ruralistas têm que parar com isso. Têm que aprender a ficarem quietos um pouco, para de querer lucrar o mundo.
    Que coisa ridícula!! em pleno século XXI, essas porcarias acontecendo.
    Esses caras são um câncer social. E, ironicamente, causam câncer até no nosso prato, cheio de produtos Geneticamente Modificados, que eles nunca se deram ao trabalho de estudar antes de por no mercado. Produtos cujas tentativas de estudá-los seriamente sofre inúmeros boicotes em todo o mundo, ou são reduzidos meramente a estudos não sérios.
    E vocês, garotas e garotos do cursinho, que vêm do interior (em geral), filhos de ruralistas, que só querem saber de mexer no ipod, passear nos shoppings e passar numa boa universidade particular, têm que começar a fazer alguma coisa. Vocês têm o dever de meter o dedo nas empresas dos seus pais e parar com essa palhaçada de uma vez por todas. Vocês t~em o dever de assumirem essas empresas e transformá-las. Ou quem sabe,a té boicotá-las!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.268 outros seguidores